S. H. Comunicação – Seu evento científico está aqui

Você está aqui:

Grupo de pesquisa Mídia e Democracia estuda impacto da comunicação no cotidiano

Por: Andressa Algave - UFMA

“Quando falamos de mídia, costuma ser as mídias sociais digitais, mas há pesquisas que tratam de outros tipos e processos midiáticos, inclusive de práticas sociais e produção de sentido”, explica a docente Rakel de Castro, do curso de Comunicação Social – Jornalismo do Câmpus São Luís e coordenadora do grupo de estudos Mídia e Democracia (MID), que foi fundado em 2018 como parte do Núcleo de Estudos e Estratégias em Comunicação (Neec), também da Cidade Universitária.

O grupo atualmente conta com dez pesquisadores entre mestrandos e graduandos, além de três bolsistas ativos, e recebeu, no fim de 2019, o apoio financeiro do Governo do Maranhão para a melhoria de equipamentos, por meio de um edital de financiamento do mesmo ano. O MID também tem previsão para o lançamento de um edital no fim deste mês para admissão de três discentes voluntários.

As reuniões do MID, que anteriormente eram semanais, passaram a ser quinzenais e remotas em decorrência da pandemia da covid-19. Apesar disso, as leituras e os debates continuam para constituir a base bibliográfica das pesquisas em elaboração. A professora Rakel destacou importância do grupo em abordar a mídia como elemento construtor ao mesmo tempo que é produto da sociedade.

“A mídia hoje é central na construção da realidade, nosso entendimento dela e nossas objetificações. Ressignifica o que é público e relaciona à visibilidade, pega o que é privado ou de interesse coletivo e publiciza. O tempo todo, a mídia ressignifica as nossas relações com o mundo na influência das nossas visões e decisões. E estudar isso sob a perspectiva do jornalismo, que tem a função e o estatuto de credibilidade, tem um poder muito maior da construção da realidade”, acrescentou.

%d bloggers like this: