S. H. Comunicação – Seu evento científico está aqui

Você está aqui:

G-PEAC abre inscrições para Ciclo de Debates sobre Sonoridades, que ocorrerá de março a maio

Por: Kaio Lima - UFMA

Alinha de pesquisa “Estratégias Audiovisuais na Convergência” (G-Peac), do Núcleo de Estudos e Estratégias de Comunicação (Neec) da Universidade Federal do Maranhão, abriu chamada para pesquisadores e estudantes interessados em participar do Ciclo de Debates sobre Sonoridades. As inscrições podem ser feitas entre os dias 15 e 26 de fevereiro por meio de formulário disponibilizado pelo Google Docs.

O objetivo do Ciclo de Debates sobre Sonoridades é realizar discussões práticas sobre as características e potencialidades da temática das sonoridades para o campo da comunicação. A cada encontro, com duração prevista de duas horas, será abordado um dos três eixos de discussões: sonoridade e mídia; sonoridade e identidade; e sonoridade e semiótica.

O Ciclo, que tem início previsto para o dia 10 de março e término em 26 de maio, busca também promover uma produção coletiva de textos e ensaios sobre os assuntos discutidos. As reuniões ocorrerão às quartas-feiras, a partir das 17h30, por meio do Google Meet. Ao final, haverá certificação para aqueles que atingirem pelo menos a participação mínima de 75% exigida.

Para mais informações, acesse o edital.

Saiba mais

Desde 2016, o Grupo de Pesquisa em Estratégias Audiovisuais na Convergência vem desenvolvendo estudos sobre as práticas sonoras. Um dos resultados já apresentados é o podcast “Listening in English”, fruto do projeto de pesquisa “Educação e áudio imersivo na dinâmica de aprendizagem”, financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Tecnológico do Maranhão (Fapema).

A série, em áudio, apresenta uma alternativa aos estudantes intercambistas falantes de português que pretendem se aventurar em países onde o inglês é o idioma oficial, com base em experiências imersivas com áudio binaural.

Inspirado no projeto “Cidadão do Mundo”, do Governo do Estado do Maranhão, a ideia é ofertar novas ferramentas de aprendizagem por meio dos dispositivos sonoros e permitir que, com um fone de ouvido, o intercambista tenha sua primeira experiência com o que deve encontrar em outra nação em termo de barreiras comunicacionais e diferenças na paisagem sonora.

%d bloggers like this: