S. H. Comunicação – Seu evento científico está aqui

Você está aqui:

Empresa Júnior de Consultoria Agrária da UEMASUL é destaque no Maranhão

A instituição é vinculada às Federações Maranhense e Brasileira e têm 21 membros. São 13 acadêmicas e 8 acadêmicos dos cursos de Medicina Veterinária, Engenharia Agronômica e Engenharia Florestal.

Por: Assessoria de Comunicação - UEMASul

Os integrantes da ECOAGRA se reúnem semanalmente, geralmente às sextas-feiras, para definir as ações futuras da empresa e realizarem o balanço das atividades já desenvolvidas. Foto: ASCOM/UEMASUL.

Visando atuar no ramo de consultoria, projetos e prestação de serviços agropecuários e florestais, foi fundada em agosto de 2020 a Empresa Júnior de Consultoria Agrária (ECOAGRA) da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UEMASUL) – Campus Imperatriz, formada por 13 acadêmicas e 8 acadêmicos dos cursos de Medicina Veterinária, Engenharia Agronômica e Engenharia Florestal. A empresa é vinculada às Federações Maranhense (Maranhão Júnior) e Brasileira (Brasil Júnior). 

Em pouco tempo de fundação, a ECOAGRA já está se destacando no Maranhão, tendo sido a primeira empresa júnior do Estado a fechar negócios neste ano de 2021, segundo informações da Maranhão Júnior. A instituição conta com 20 empresas juniores filiadas, como explica uma das conselheiras, Caroliny Jacinto. “Em todo o Maranhão, acredito que temos mais de 50 EJs, porém, poucas são federadas. Hoje, temos 20 empresas federadas e duas aspirantes, que estão em processo de filiação. Como o Maranhão é muito grande, não temos controle de todos os dados, pois são as empresas que nos procuram”.

As ações da ECOAGRA foram iniciadas ainda em 2020, logo após a criação da empresa e, até então, os acadêmicos estão atendendo pessoas físicas. O primeiro serviço foi desenvolvido em uma fazenda de Montes Altos (MA), com consultoria e mapeamento na propriedade rural em questão, para que o beneficiado pudesse dar início ao plantio de milho. O último trabalho desenvolvido foi um projeto de correção de solo e formulação de ração para suínos, em Esperantina (TO), a cerca de 116 quilômetros de Imperatriz.

Para o presidente da ECOAGRA, o acadêmico do 4º período de Engenharia Agronômica, Pedro Barbosa, o início das atividades com empresários da região tem sido um grande avanço para a empresa. “Já termos faturamento foi motivo de comemoração, pois somos a empresa mais nova do estado. Temos alguns meses de fundação, mas assim que nos ajustamos, já começamos a correr atrás de clientes e demos um pulo nesse ramo”.

Entre outras atividades, os acadêmicos têm atuado, principalmente, com assistência agropecuária, florestal sustentável e prestação de serviços na região sudoeste do Estado, na qual a universidade está localizada. São serviços de baixo custo para a comunidade local, visto que os trabalhos são desenvolvidos por alunos de graduação e servem de aprendizado e aprimoramento das teorias ensinadas na universidade aos integrantes da equipe, por meio do fomento da prática universitária nas respectivas áreas de atuação.

Entre outras atividades, os acadêmicos têm atuado, principalmente, com assistência agropecuária, florestal sustentável e prestação de serviços na região sudoeste do Estado, na qual a universidade está localizada. Foto: Arquivo/ECOAGRA.

Mesmo sendo independentes dentro da universidade, os alunos contam com o apoio e supervisão dos professores, no sentido de receberem auxílio técnico, como explica o diretor do curso de Engenharia Agronômica, Tiago Cunha Rocha. “Eles tem autonomia para desenvolver projetos e atuarem nas áreas que eles escolheram para trabalhar. Estamos aqui para ajudá-los a desenvolver os projetos da empresa e ficamos felizes por saber que estão conseguindo alinhar o ensino à prática fora da sala de aula”.

Para fazer parte da ECOAGRA, é necessário ter coeficiente de rendimento acadêmico superior a 7 e estar cursando até o 8º período, a exemplo da acadêmica do curso de Medicina Veterinária, Daiane Gomes, que está no último período e continua prestando serviços dentro da empresa. “Como empresa júnior, também auxiliamos os professores da universidade, no sentido de prestar assistência técnica à comunidade em geral. Embora não sejamos formados, contribuímos com o desenvolvimento da região”.

Os integrantes da ECOAGRA se reúnem semanalmente, geralmente às sextas-feiras, para definir as ações futuras da empresa e realizarem o balanço das atividades já desenvolvidas. A empresa tem perfil no Instagram (@ecoagrajr) e um número de WhatsApp para mais informações: (99) 98187-1904.

Movimento Empresa Júnior (MEJ)

Surgiu na Europa na década de 1960 e logo chegou ao Brasil. No ano de 1988 foi fundada a primeira EJ, chamada Empresa Júnior Fundação Getúlio Vargas. Desde então, o MEJ brasileiro cresceu de forma exponencial. Atualmente está em todos os estados brasileiros e conta com mais de 1200 empresas juniores confederadas à Brasil Júnior em mais de 226 instituições de ensino superior (IES), públicas e privadas.

A legislação brasileira passou a ser a primeira do mundo a disciplinar o funcionamento das empresas juniores, fato marcado pela sanção, em abril de 2016, da Lei 13.267.

%d bloggers like this: